Menu

Fetrafi-RS e SindBancários promovem painel no FSM

23/01/23
Fetrafi-RS e SindBancários promovem painel no FSM

A atividade integra a programação do Fórum Social Mundial (FSM) de Porto Alegre 2023, que começa na próxima segunda-feira, 23

A Fetrafi-RS e o SindBancários promovem na próxima quinta-feira, 26, às 19h, o painel “Sistema Financeiro Nacional e o Papel dos Bancos Públicos” no Auditório do SindBancários (Rua Gen. Câmara, 424 – Porto Alegre). A atividade integra a programação do Fórum Social Mundial (FSM) de Porto Alegre 2023, que começa na próxima segunda-feira, 23. O evento terá como painelistas Márcio Pochmann (Economista), Vivian Machado (DIEESE/SP) e Miguel Rossetto (Deputado Estadual/RS). Neste painel, eles irão falar sobre o quadro atual do sistema financeiro e as perspectivas futuras para a economia brasileira diante da nova conjuntura política. A mediação será do diretor da Fetrafi-RS, Sandro Cheiran e do diretor do SindBancários de Porto Alegre e Região, Luiz Cassemiro.

Comunicação em debate

Na terça-feira (24), o auditório do SindBancários também recebe a Roda de Diálogo “Sem Comunicação Democrática não existe Democracia de Verdade”, das 14h às 17h. Participam Samara Castro, diretora de Promoção da Liberdade de Expressão – Secretaria de Políticas Digitais/SECOM; e Rita Freire, presidente do Conselho Curador da EBC. cassado após o golpe de 2016

Um outro mundo é possível

Com o tema é “Democracia, direitos dos povos e do planeta – Outro mundo é possível”, o Fórum Social Mundial (FSM) de Porto Alegre acontecerá de 23 a 28 de janeiro. O evento é promovido pelas centrais sindicais e movimentos sociais. O FSM foi realizado pela primeira vez em Porto Alegre, em 2001. É um contraponto à agenda neoliberal e capitalista do Fórum Econômico Mundial, que ocorre no mesmo período em Davos, na Suíça.

“Vivemos uma mudança de rumos no maior país da América Latina. Essa mudança é popular, é democrática, é negra, é indígena, é feminista, é de resgate de direitos, é em defesa do meio ambiente, mas só será concreta se houver organização e mobilização da sociedade”, afirma o secretário de Organização e Política Sindical da CUT-RS, Claudir Nespolo.

Centrais debatem Sindicalismo e Trabalho Decente

Os organizadores informam que o evento deste ano não é centralizado nem chamado pelo Conselho Internacional do FSM. Trata-se de um evento regional, porém de caráter mundial. A edição de 2023 do FSM irá concentrar a sua dinâmica na realização, em parceria com a Assembleia Legislativa, de atividades autogestionadas e de convergências nos dias 23 e 24, na Marcha no dia 25, no Seminário Internacional nos dias 26 e 27 e no Festival Social Mundial no dia 28 no Parque da Redenção.

As centrais sindicais irão promover no dia 25, às 9h, uma mesa sobre Sindicalismo e Trabalho Decente – Salário Igual para Trabalho Igual, no Teatro Dante Barone. No mesmo dia e local, às 14h, haverá uma mesa sobre Economia Solidária e, às 17h, será realizada a Marcha do Fórum Social Mundial, com concentração no Largo Glênio Peres.

As atividades autogestionadas poderão ser presenciais, híbridas ou virtuais, sendo realizadas no Teatro Dante Barone e nas salas das comissões permanentes da Assembleia Legislativa, bem como em auditórios de sindicatos e da CUT-RS, dentre outros espaços.

Inscrições: https://www.fsm.org.br/inscricao

Mais informações: https://www.fsm.org.br/
Fonte: CUT-RS





Imprimir está pagina