Menu

Banrisul abre capital para venda de fatia importante do Banco

16/07/21
Banrisul abre capital para venda de fatia importante do Banco

O Banrisul publicou um Fato Relevante nesta quarta-feira, 14 de julho, em que informa o início da operação para captar investidores e abrir o capital da Banrisul Cartões. Trata-se de uma tentativa velada do governador Eduardo Leite de começar a privatização do Banco, contra a qual o movimento sindical vem lutando há anos.

Para a diretora da Fetrafi-RS e funcionária do Banrisul Denise Falkenberg Corrêa, essa é uma medida entreguista do patrimônio público. “O governador rompe com a palavra dada durante a campanha para o governo de que não venderia o Banrisul. Está, sim, privatizando e encolhendo o Banco, entregando uma fatia importante ao mercado financeiro”, afirma.

Há alguns meses, deputados estaduais da base governista aprovaram a PEC 280/19, que acabou com a necessidade de plebiscito popular, garantido pela Constituição Estadual, para decidir sobre a venda do Banrisul, da Corsan e da Procergs. Com isso, o caminho ficou livre para as privatizações do governo neoliberal. O processo de venda da Corsan já iniciou com projeto protocolado na Assembleia Legislativa no dia 12 de julho.

A também diretora da Fetrafi-RS e funcionária do Banrisul Ana Maria Betim Furquim destaca batalha do movimento sindical contra a PEC. “A gente sabia que aquela proposta seria a porta de entrada para a privatização do Banrisul. Essa era a intenção do governador desde o início. Mas lutamos contra a PEC e vamos continuar lutando contra a venda do nosso Banco, o Banco dos gaúchos e das gaúchas.”

O que diz o Fato Relevante

O Fato Relevante publicado pelo Banrisul com recomendações do banco J.P. Morgan, contratado para assessorar o processo, afirma que a transação “poderá envolver a alienação de ações de emissão da Banrisul Cartões, inclusive representativas do seu controle acionário, e poderá ser realizada por meio de aumento de capital a ser subscrito por terceiros, alienação primária de ações de emissão da Banrisul Cartões, operações de fusão, cisão, incorporação de ações, combinação de negócios, joint ventures, alienação de ativos, acordos comerciais, em uma única operação ou em uma série de operações e outras estruturas jurídicas e financeiras a serem estabelecidas pelo Conselho de Administração oportunamente (“Operação”).”

A Banrisul Cartões é uma das sete subsidiárias do grupo Banrisul e atua em dois segmentos de negócios: rede Vero e cartões BanriCard. Somente a Vero encerrou o ano de 2020 com 143,5 mil estabelecimentos credenciados ativos com transações nos últimos 12 meses. 

Nos 12 meses deste ano, foram capturadas 312,7 milhões de transações, 218,9 milhões com cartões de débito; e 93,8 milhões com cartões de crédito, retração de 10,4%; em relação ao auferido em 2019. Em volume financeiro, o valor transacionado totalizou R$ 30,3 bilhões, refletindo crescimento de 2,8% frente ao ano de 2019. Desse montante, R$ 17,2 bilhões com cartões de débito e R$ 13,2 bilhões são oriundos das transações com cartões de crédito.

Vale observar que na parte de cartões de crédito, o Banrisul encerrou dezembro de 2020 com uma base de 1,2 milhão de cartões emitidos. Durante o ano, foram realizadas 74,9 milhões de transações, o que possibilitou a movimentação financeira de R$ 6,5 bilhões.

*Com informações da Imprensa do SindBancários POA e Região Metropolitana
 





Imprimir está pagina